fbpx
Pesquisar

Confira 5 métodos para vender sem estoque

Começar um novo negócio requer, em sua grande maioria, a necessidade de um grande estoque para conseguir abastecer e garantir envios contínuos para os consumidores. Com isso, muitas pessoas pensam e repensam antes de começar a empreender, visto que para isso precisa de um alto investimento.

Mas você sabia que pode começar a empreender sem ter um estoque? Exato! Essa é uma nova alternativa que vem se tornando cada vez mais comum no setor de vendas e ganhando mais público. E o melhor, as opções para esse sistema são várias.

Quer entender melhor como funciona uma loja sem estoque e quais são os meios para você começar esse novo trabalho? Continue com a Maxbot e confira. Boa leitura!

como funciona uma loja sem estoque

Como funciona uma loja sem estoque? Quais são os meios de venda?

Uma loja sem estoque pode funcionar de diferentes métodos, isso vai depender muito do tipo de negócio, ou seja, depende do tipo de produto que ela vai trabalhar.

Assim, se uma empresa trabalhar com itens sob demanda, ela precisa vendê-lo para então produzi-lo, e muitas vezes, ela compra o material/matéria-prima apenas quando faz a conversão do produto. Mas há casos nos quais a pessoa compra o item por uma empresa e o item é despachado diretamente do fornecedor, aquele que produz o item.

Por isso, é fundamental você compreender melhor quais são os tipos de vendas sem estoque e analisar qual será o mais propício para o seu empreendimento. Confira:

1. Parceria com fornecedores locais

Nesse tipo de fluxo sem estoque funciona com uma parceria que você pode fazer com uma loja da região. Assim, você consegue comprar um item por um valor mais baixo do que o da loja e revender por um valor mais alto para outras pessoas físicas.

Esse modo de venda é bem parecido com o dropshipping (visto a seguir), mas a diferença é que os valores ganhos podem ser menores e o despacho fica mais da conta do empreendedor e não do fornecedor parceiro. Mas isso é algo que pode ser alinhado entre as partes.

O que é follow up nas vendas? Aprenda tudo sobre o processo.

2. Venda de infoprodutos

A venda de produtos virtuais está aumentando cada vez mais, uma vez que a tecnologia não para de crescer e nos disponibilizar mais meios de usufruir de recursos. Os infoprodutos mais vendidos são: e-books, vídeo aulas e cursos no geral. Além disso, os nichos podem ser variados, como:

  • educação;
  • saúde;
  • esporte;
  • negócios;
  • carreira;
  • desenvolvimento pessoal.

Além de outros que podem entrar nessa modalidade de infoprodutos.

3. Dropshipping

O Dropshipping talvez seja o mais conhecido de todos, ao passo que ganhou muita fama nos últimos anos. Esse tipo de venda sem estoque é realizada assim: a pessoa compra o item em uma loja virtual, passando todos os dados necessários e realizando o pagamento. Desse modo, a loja passa esse pedido para o fornecedor, que faz o despacho direto ao consumidor final.

Nesse sentido, o lojista fica responsável apenas em fazer essa ponte entre consumidor e fornecedor, recebendo o valor de lucro dessa transação.

Essa é uma modalidade de venda que conta com diversos benefícios, como o baixo custo inicial, maior agilidade e ampla variedade de produtos. Entretanto, o relacionamento entre as partes precisa ser muito bem definido para garantir a satisfação do cliente e evitar atrasos, por exemplo.

4. Venda sob demanda

A venda sob demanda é mais para os empreendedores que vão trabalhar com a confecção ou manufatura de objetos. Ou seja, é ideal para quem é do ramo de moda, fabricação de móveis artesanais e artes/artesanato no geral.

O vendedor terá um perfil com os produtos que trabalha, podendo escolher em peças únicas do modo que são ou a possibilidade de customizá-las. Com isso, apenas quando o usuário escolhe e faz o pagamento que o fabricante começará a fazer o item.

Confira o que é cross selling e up selling e entenda sobre o assunto.

5. Programa de afiliados

A parte de afiliado podemos dizer que se trata de um “merchandising”, no qual a pessoa cria algum tipo de canal de comunicação, como um blog, perfil em rede social ou canal no YouTube e disponibiliza links que levam o usuário para uma página do produto.

Assim, a cada item vendido por conta desse acesso, o afiliado recebe uma comissão. Ah, e todo o custo de envio fica como responsabilidade do fornecedor. Ou seja, nesse método você é apenas uma ponta, um anúncio que leva o usuário para comprar.

Portanto, se você está querendo começar um novo negócio e está com dúvidas de como agir, ter um empreendimento que trabalha sem estoque pode ser uma ótima opção para se iniciar. Ele é prático, fácil e consegue ter uma ótima lucratividade.

Além disso, se você está pensando que para vender esses produtos você precisa ter um e-commerce, você está enganado! Assim como é possível vender sem estoque, também é possível vender pela internet sem ter um e-commerce.

Pensando nisso, separamos um vídeo que explicamos certinho como você pode fazer isso, com passos super completos e várias dicas para você compreender tudo e muito mais sobre a conversão na internet. Confira nosso vídeo na íntegra:

[inserir vídeo aqui — app bugado quando tento colocar aqui]

Gostou do conteúdo? Aqui na Maxbot, você encontra muito mais para aprender como crescer no mercado e como a ajuda de chatbot pode auxiliar na sua taxa de conversão. Navegue por nosso site e confira muito mais. Até a próxima!

Avalie esse post
Picture of Romulo Balga

Romulo Balga

Romulo Balga, CEO da Maxbot, atua há mais de 15 anos com atendimento ao cliente. Especialista em marketing e vendas e mentor de startups, ele começou sua carreira empreendedora desenvolvendo projetos para lojas virtuais. Durante esse período, Romulo percebeu a dificuldade das empresas em oferecer um atendimento de qualidade aos seus clientes.

Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Botão WhatsApp