fbpx
Pesquisar

O que é follow up nas vendas? Aprenda tudo sobre o processo

Quem trabalha com o processo de vendas sabe o quanto esse momento pode ser incerto, afinal, existem diversos motivos que podem levar um cliente a desistir da conclusão de uma compra no meio do caminho — seja por incertezas, insegurança ou até mesmo por não sentir confiança na relação com o produto/empresa.

É justamente como forma de prevenção a esses cenários que estratégias são aplicadas para garantir a atração e resgate do consumidor.

Se você já se deparou com alguma dessas técnicas, pode ter se perguntado sobre o que é follow up e de que forma ele se encaixa nessa iniciativa. Para compreendê-lo mais a fundo, separamos um post completo sobre o tema. Então, continue a leitura e confira a seguir o que é essa metodologia, qual sua importância e como aplicá-la de maneira assertiva!

O que é follow up?

O follow up se apresenta como uma metodologia que presta um acompanhamento personalizado e qualificado para um cliente ao longo da jornada de compras, garantindo que ele tenha suas dúvidas sanadas e demandas prontamente esclarecidas, impulsionando ao longo do funil de vendas e buscando, a partir dessa postura, a conversão.

Ele surge da observação e tendências que demonstram que um consumidor tende a se sentir seguro ao perceber que está recebendo atenção e que está construindo uma relação de confiança com a marca. Com isso, nada mais justo que o desenvolvimento de uma prática que engaja essa comunicação e resulta em um aumento da sensação de lealdade e fortalecimento do desejo de compra.

Além disso, você pode complementá-lo com outras técnicas que se mostrem adequadas ao perfil e comportamento do cliente em questão, fazendo até mesmo fazer a proposta de complementação do produto com itens que também se encaixem na necessidade identificada, como ocorre com o cross selling.

Qual a importância de fazer o follow up?

A necessidade de compreensão sobre o que é follow up se ancora na importância e impacto que ele causa em uma estratégia de vendas. Esse é um parâmetro que estreita as relações e cria uma sensação de proximidade entre a marca e seus consumidores, auxiliando na humanização e na percepção de uma experiência de compra cada vez mais individualizada e diferenciada.

Ou seja, por mais que você conheça a potencialidade dos produtos e serviços, precisa pensar em ações complementares para ajudar esse público a compreender as vantagens e distinções daquilo que está sendo oferecido, diminuindo as chances de que ele se dirija à concorrência.

Essa aproximação faz com que você identifique demandas que não estavam tão claras e o auxilia a trabalhar melhor essas carências, ajustando os itens oferecidos e deixando assertivo o controle desses leads — termo utilizado para denominar os usuários que demonstraram algum interesse no negócio.

Afinal, com tantas opções no mercado, sai na frente a empresa que conseguir se conectar nessa experiência, fidelizando o público-alvo e criando um importante diferencial competitivo.

Por falar nisso, você sabe o que é e como manter um bom relacionamento com os clientes? Caso esteja curioso, não deixe de conhecer o nosso post sobre o tema e veja como fazer uma boa gestão dessa dinâmica!

 

 

Como fazer o follow up?

A organização de como e quando fazer o acompanhamento deve ser ajustada e alinhada às expectativas e possibilidades do negócio. Com relação ao tempo, o mais indicado é que seja iniciado assim que você tiver um pouco mais de dados sobre o seu lead. Geralmente, logo após a visualização de um item ou do envio de solicitação de dúvidas a respeito de determinado produto.

Outra orientação essencial caminha no sentido de que você precisa colocá-lo para caminhar lado a lado com a fase do funil de vendas em que o usuário está, de forma que as propostas e oferecimentos sejam feitos conforme os esforços e expectativas que o cliente tem para aquele momento.

Para ajudá-lo nessa tarefa, selecionamos um passo a passo sobre como fazer. Confira:

1. Selecione os canais de comunicação

Não adianta saber o que é follow up e não fazer um bom proveito dos canais de comunicação com o público-alvo. Ao identificá-los, considere o perfil e a facilidade e frequência com a qual utilizam esses meios. A partir disso, escolha o que melhor se encaixa nessa inclinação.

Para consumidores brasileiros, por exemplo, sabemos que o WhatsApp é a ferramenta mais utilizada em todo o território nacional. Logo, essa costuma ser uma forte preferência e provavelmente será a indicação dada para sua empresa.

2. Crie uma boa abordagem

Lembre-se daquilo que há de mais sagrado para seu cliente ao receber um contato: a sensação de autenticidade e importância transmitidas por meio da mensagem. Isso faz com que construam uma percepção de que estão sendo abordados de maneira autêntica.

Assim, é fundamental que você e sua equipe recolham o maior número de dados possíveis desse lead ao longo da interação. E, quando o contatarem, pontuem necessidades prévias, predileções e tendências que tenham sido percebidas por conta do perfil.

3. Defina um conteúdo e o direcione para a próxima fase

Cada acompanhamento deve ser preciso e objetivo, levando-o a passar para a próxima etapa e concluir a conversão. E para que esse objetivo seja alcançado, você deve definir um conteúdo rico, com informações verdadeiras, completas e originais.

Ou seja, é preciso ter em mente que a justificativa para esse contato é o de agregar na experiência do lead, então, nada melhor do que criar ações autênticas, relevantes e criativas.

4. Recorra a soluções tecnológicas para deixar a etapa mais assertiva

É possível contar com tecnologias que o tornam menos burocrático e otimizam as etapas e seus resultados.

Um exemplo entre essas ferramentas é o do chatbot, estruturado para um sistema de automatização de comunicação que, por meio de uma linguagem natural, funciona como canal escalonável e dinâmico de comunicação com usuários, podendo ser programado para enviar esclarecimentos, agendamentos e quaisquer outras demandas necessárias para a aproximação.

Para potencializar ainda mais o planejamento, essa plataforma pode ser integrada com outros softwares, como o de CRM —especializado na manutenção e monitoramento da relação com o consumidor. Com isso, seu processo de acompanhamento se torna otimizado, assertivo e integralizado.

E então, pronto para dar o próximo passo em direção à ampliação dos negócios? Agora que você sabe o que é follow up e entende a importância da sua colocação, que tal implementá-lo nas estratégias?

Por falar nisso, não perca a oportunidade de conhecer outra técnica super importante para a expansão da taxa de conversão: a de script de vendas. Continue acompanhando o blog da Maxbot e até o próximo post!

Avalie esse post
Picture of Romulo Balga

Romulo Balga

Romulo Balga, CEO da Maxbot, atua há mais de 15 anos com atendimento ao cliente. Especialista em marketing e vendas e mentor de startups, ele começou sua carreira empreendedora desenvolvendo projetos para lojas virtuais. Durante esse período, Romulo percebeu a dificuldade das empresas em oferecer um atendimento de qualidade aos seus clientes.

Todos os posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Newsletter Maxbot

    Não perca nenhuma novidade

    Assine nossa newsletter e fique pode dentro dos novos conteúdos e lançamentos.



  • Posts recentes


  • Baixe o E-book gratuitamente!

  • conquiste clientes e impulsione vendas

  • Tags

  • API Atendimento ao cliente Marketing Plataforma Maxbot Redes sociais Vendas WhatsApp

  • Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

    Botão WhatsApp